|

Conexão em Milão: O que fazer em algumas horas?

Você vai fazer conexão em Milão e não sabe o que fazer? Ou ainda, não sabe se deve ou não sair do aeroporto, ou se vale a pena uma visita curta pela cidade? Aqui neste guia, você aprenderá tudo para aproveitar esta oportunidade e conhecer as principais atrações em sua escala em Milão.

Quem perderia a oportunidade de visitar uma cidade de graça? Estando na sua lista de desejos ou não, se você tiver a sorte de fazer uma conexão em Milão, não deve perder a chance de visitar a bela cidade.

Sei que um dia, ou algumas horas, não são suficientes para desfrutar plenamente de uma cidade, por isso neste roteiro me concentro nos pontos turísticos mais emblemáticos e importantes de Milão.

É importante lembrar que além das horas que você planeja passar andando e visitando os pontos, você também deverá ter em mente o tempo que gastará indo e voltando do centro da cidade, para ter certeza de não perder seu voo ou trem.

👉 É possível visitar Milão em um dia? A resposta curta é sim! Apesar de ser uma cidade grande, Milão é muito fácil de navegar e suas principais atrações estão localizadas muito próximas umas das outras, você pode facilmente passar por todos os pontos importantes da cidade em poucas horas. Claro que para visitar o interior de algumas atrações ou ver as atrações a fundo você teria que passar mais tempo na cidade, mas para o básico sim é possível visitar Milão em um dia.

Reserve seus passeios pelos links do site! Esse post contêm links de afiliados, e eu ganho uma pequena comissão por compras feitas por esses links SEM QUALQUER CUSTO ADICIONAL para você 🙂 Assim você nos ajuda a criar conteúdos cada vez melhores.

Milão, capital da Lombardia, é um dos principais destinos italianos para turistas e pessoas que visitam a Itália a negócios. É também a segunda cidade mais populosa da Itália, depois de Roma. É especialmente famosa por seu cenário de moda bem desenvolvido, com a maioria das marcas de alta costura tendo escritórios na cidade, e pela Semana de Moda de Milão anual, dando à cidade um lugar especial entre as principais cidades da moda do mundo.

Apesar de ser uma cidade grande, Milão é bastante fácil de visitar se você tiver apenas algumas horas na cidade, as principais atrações turísticas de Milão estão localizadas muito próximas umas das outras, o que lhe dá a oportunidade de visitá-las todas em um curto período. de tempo apenas andando de um para o outro.

Aproveitando isso, não perca a oportunidade de visitar o centro de Milão se tiver a sorte de fazer uma conexão em Milão.

Como chegar dos aeroportos de Milão ao centro da cidade

Milão tem um total de três aeroportos internacionais localizados muito perto da cidade.

Todos os aeroportos estão muito bem conectados ao centro da cidade através de transporte público, por isso não deverá ser um problema, pois, seja qual for o aeroporto em que você pousar, você poderá aproveitar o tempo para explorar algumas das principais atrações de Milão, e neste post, você terá uma boa ideia do que ver em uma escala em Milão.

Aeroporto de Milão Malpensa

O Aeroporto de Malpensa é o segundo aeroporto mais movimentado da Itália, atrás apenas do Aeroporto Fiumicino, em Roma, é o maior aeroporto internacional de Milão e está localizado a 50 km do centro da cidade.

🧳 Guarda-volumes: Terminal 1, área de desembarque. Os preços podem variar entre 3€ e 4€ por bagagem durante 24 horas.

Trem

Existem duas linhas de trem que conectam o Terminal 1 do Aeroporto de Malpensa à cidade de Milão. Os trens que partem para Castello Sforzesco custam 13 euros e chegam lá em 30 minutos. A outra opção é apanhar um comboio para Milano Centrale, que também custa 13€ e a viagem demora cerca de 50 minutos.

Ônibus

Se preferir pegar o ônibus, a empresa Autostradale atende os terminais 1 e 2, em direção a Milão Centrale, a passagem custa 8€ ida ou 14€ ida e volta. Os ônibus saem do aeroporto das 6h00 às 00h30 e do centro de Milão das 04h00 às 23h00, com saídas a cada 20 minutos. O percurso pode levar até 1 hora.

Transferir

A melhor opção para ir do Aeroporto de Malpensa ao centro de Milão, é claro, o transfer, que custa apenas 10€ por percurso, o serviço partilhado oferece um confortável autocarro com AC, que pode ir buscá-lo no Terminal 1 ou 2 e leva você diretamente para a estação ferroviária Milano Centrale, o transfer também faz o sentido inverso, para que você possa retirá-lo na Milano Centrale até o aeroporto de Malpensa. Reserve aqui o seu transfer do aeroporto de Malpensa.

Táxi

Opção menos recomendada, os tais ao centro da cidade têm um preço fixo de 100€ e podem demorar até 50 minutos.

Aeroporto de Linate

O Aeroporto de Linate é o segundo maior e o mais próximo do centro da cidade, estando a apenas 7 km do Milan Centrale. Serve principalmente voos de dentro da Itália.

Você pode pegar um ônibus de 35 minutos do Aeroporto de Linate até a Piazza del Duomo ou um ônibus de 30 minutos para Milano Centrale. Esta última opção de ônibus sai a cada 30 minutos.

🧳 Guarda-volumes: nível do solo. Os preços variam entre 4€ e 5€ por bagagem por dia.

Ônibus

Não há trem ou metrô conectando o centro da cidade de Milão diretamente ao Aeroporto Linate, mas muitos ônibus fazem o trajeto do aeroporto até a estação de metrô San Babila mais próxima, que conecta as principais atrações de Milão. O ônibus 73 sai a cada 10 minutos e circula todos os dias da semana, das 6h05 às 12h40 (meia-noite).

Transferir

Esse costuma ser o melhor custo-benefício, os transfers custam apenas 5€ e acontecem desde o início da manhã até tarde da noite. Os ônibus são confortáveis e oferecem AC, eles te pegam no aeroporto de Linate e te deixam em Milano Centrale ou você também pode fazer o contrário. Para reservar o seu transfer do aeroporto de Linate clique aqui.

Táxi

Como disse, os táxis não são recomendados, normalmente são muito caros e não valem o preço, no entanto, se preferires apanhar um táxi, custará cerca de 30€.

Aeroporto de Bérgamo

O terceiro aeroporto mais movimentado da Itália é o Aeroporto de Bérgamo, também conhecido como “Aeroporto Il Caravaggio”. O Aeroporto de Bérgamo também é o menor dos três.

🧳 Guarda-volumes: Localizado no estacionamento P1. Custa 5€ por bagagem por dia.

Ônibus

Não há metrô ou trem direto para o Aeroporto de Bérgamo, então sua opção de transporte público é pegar o ônibus Terravision, que também é a forma mais barata de ir e voltar do centro de Milão. Um bilhete só de ida custa 10€, enquanto um bilhete de ida e volta custa 18€.

Transferir

Uma boa opção é apanhar o autocarro Transfer, que custa apenas 10€ o bilhete ida e volta e sai do aeroporto para o centro da cidade e vice-versa. Os ônibus são muito confortáveis e oferecem ar condicionado, como sempre. Se você deseja reservar uma transferência do Aeroporto de Bergamo para Milano Centrale, clique aqui.

Táxi

Como sempre é a opção mais cara, os táxis têm um preço fixo de € 100, então não vale o preço, na verdade.

O que Fazer em uma Conexão em Milão

Duomo di Milano

Esta icônica Catedral Gótica de Milão também é conhecida como Catedral de Santa Maria Nascente. É uma das maiores igrejas do mundo, com capacidade para 40.000 pessoas!

Demorou 6 séculos para terminar a construção. A construção começou por ordem do Arcebispo Antonio da Saluzzo no século XIV, mas o Duomo só recebeu a sua famosa fachada em 1805, por ocasião da coroação de Napoleão Bonaparte, que foi coroado Rei da Itália no Duomo. Os detalhes finais da catedral, porém, só foram acrescentados em 1965, e o projeto foi oficialmente concluído em 6 de janeiro de 1965.

Do lado de fora o que chama a atenção são os 135 pináculos esculpidos que adornam a cobertura da Catedral, ao lado de suas 2.245 estátuas de mármore. Por dentro, porém, não é menos magnífico. Os 52 pilares maciços do Duomo impressionam, combinados com os vitrais que datam dos séculos XV e XVI.

Entre os destaques que merecem atenção de quem visita o Duomo di Milano estão o candelabro de bronze de Nicolau de Verdum, o túmulo de Gian Giacomo Medici do século XVI e o relicário de ouro de San Carlo Borromeo.

Para quem busca uma vista 360º de Milão, recomendo subir até a cobertura do Duomo di Milano, de lá, ter uma bela vista panorâmica da cidade, e em dias claros é possível avistar até os Alpes.

Se você deseja visitar o Duomo di Milano, sugiro comprar um ingresso sem fila para o Duomo e uma visita à cobertura, o que economiza tempo durante a viagem.

Galleria Vittorio Emanuele II

Isso é o que podemos chamar de Galeria sofisticada. A Galeria Vittorio Emanuelle está localizada na Piazza del Duomo, a mesma praça do Duomo di Milano. É o shopping mais antigo da Itália.

Nele você encontra marcas famosas e também lojas tradicionais, como o Campari Bar, o Caffè Ristorante Biffi (que está aqui desde a inauguração da Galleria Vittorio Emanuelle II em 1867), a Livraria Bocca e o famoso restaurante Savini. O shopping também inclui um hotel sete estrelas: Town House Galleria.

Visitando a Galeria Vittorio Emanuelle não deixe de admirar o telhado, é feito de ferro e vidro, uma das primeiras vezes que o vidro foi utilizado para um projeto deste porte, na Europa. O chão também é bem enfeitado, com pinturas representando os signos do zodíaco.

Castelo Sforza

Esta impressionante fortificação foi construída no século XV pelo Duque de Milão, Francesco Sforza, daí o nome do castelo, no entanto, a sua localização tem sido utilizada para fortificação e fins militares desde a época romana. Mais tarde, nos séculos XVI e XVII, foi renovado e ampliado, transformando o Castello Sforzesco numa das maiores cidadelas da Europa.

Hoje em dia, o castelo abriga o Musei del Castello Sforzesco, uma série de museus e coleções de arte. Um dos destaques dos museus é a Pietà Rondanini que é a última obra-prima de Michelangelo, a escultura usada para adornar o Palazzo Rondanini em Roma, mas que foi trazida para cá em 1953.

Além dos museus, o castelo conta também com um parque, que foi jardim do Duque de Milão, mais tarde campo de treinamento militar, e agora está aberto ao público.

Nesta visita guiada de uma hora e meia pelo Castelo Sforza, você poderá visitar o Castelo Sforza e os museus, incluindo a Pietà Rondanini de Michelangelo

Parque Sempione

Outrora o parque privado do Castello Sforzesco, que abrigava caça e animais exóticos, o Parco Sempione é hoje o maior parque público de Milão.

O parque foi projetado em estilo romântico inglês por Emilio Alemagna em 1888 e recebeu o nome de Corso Sempione, um major de Milão durante o Império Napoleônico.

Hoje é uma ótima maneira de passear e admirar a paisagem, se tiver tempo, você pode comprar um lanche e saborear enquanto senta na grama e aprecia a vista.

Arco della Pace

Ao final do Parco Sempione, você se verá diante do arco triunfal de Milão, o Arco della Pace (Arco da Paz).

Foi construído durante o Império Napoleônico marcando o início da Strada del Sempione, que ligava Milão a Paris.

Embora o arco que vemos hoje remonte ao século XIX, os registros mostram que já existia aqui um portão como parte das muralhas romanas de Milão. Pouco resta do período romano.

Igreja de Santa Maria delle Grazie

O convento dominicano abriga no seu refeitório uma das pinturas mais famosas de Leonardo da Vinci, A Última Ceia, que, obviamente, rouba os holofotes da visita.

Da Vinci não tinha experiência com afrescos e por isso acabou utilizando técnicas inusitadas na encomenda de A Última Ceia, por isso a pintura necessita de restauração contínua.

A igreja foi construída por ordem de Ludovico Sforza, então duque de Milão, com o intuito de ser local de descanso da família Sforza, incluindo sua esposa, que faleceu ao dar à luz o terceiro filho. Diz a lenda que um túnel ligava o Castelo Sforzesco à igreja e que o duque de Milão costumava usá-lo para visitar o túmulo de sua esposa.

Melhores Tours para uma Conexão em Milão

Apesar de ser poucas horas, você consegue aproveitar bem a cidade se você se programar, aqui você pode encontrar algumas idéias de passeios durante sua longa escala em Milão:

  • 1 – Passeio a pé de 3 horas e A Última Ceia – Visite os marcos mais importantes de Milão e aprenda mais sobre a história da cidade com este passeio a pé, o passeio também inclui um ingresso sem fila para a Última Ceia de Leonardo Da Vinci.
  • 2 – Bilhete sem fila para o Duomo di Milano – Com este ingresso sem fila você poderá visitar o Duomo di Milano bem como seus terraços onde poderá admirar os detalhes desta obra-prima como além de desfrutar de uma das mais belas vistas da cidade.
  • 3 – Passeio de Segway em Milão – Neste passeio de 2 ou 3 horas você poderá visitar os destaques de Milão de Segway. É uma maneira divertida e fácil de conhecer a cidade.

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *