Monumentos de Roma: Antigas ruinas Romanas em Roma

Ancient Rome Monuments

Conhecida por ter sido o território de um dos impérios mais importantes do mundo, Roma é realmente um lugar para visitar se você é um amante de história como eu. A cidade por si só já é obrigatória na lista de qualquer viajante e mantém séculos de história preservada em suas paredes e ruas.

O Coliseu, o Fórum Romano e as Colinas Palatinas são definitivamente as ruínas romanas mais famosas de Roma. No entanto, existem muitos outros monumentos romanos que adornam a cidade, e seus arredores, mas aqui neste post destacaremos os principais monumentos romanos em Roma, aqueles que você não deve perder!

O Coliseu, o Fórum Romano e as Colinas Palatinas são definitivamente as ruínas romanas mais famosas de Roma. No entanto, existem muitos outros monumentos romanos que adornam a cidade, e seus arredores, mas aqui neste post destacaremos os principais monumentos romanos de Roma, aqueles que você não deve perder!

Reserve seus passeios pelos links do site! Esse post contêm links de afiliados, e eu ganho uma pequena comissão por compras feitas por esses links SEM QUALQUER CUSTO ADICIONAL para você 🙂 Assim você nos ajuda a criar conteúdos cada vez melhores.

Monumentos de Roma: Antigas ruínas Romanas em Roma

Como diz o ditado “Roma não foi construída em um dia”, e desde o primeiro dia, Roma experienciou diferentes povos, culturas e eventos.

Cada um deles, deixou suas próprias marcas na capital italiana que ainda podem ser vistas hoje em dia, transformando Roma em um lugar especial para os amantes da história que querem aprender mais sobre a história da civilização.

Desde o início, Roma tem sido a cidade mais importante da região, e podemos dizer que a antiga Itália foi resumida em Roma, pois esta era a maior cidade da região, sendo o restante apenas pequenas aldeias. Com isso dito, é completamente seguro assumir que, se você está procurando as melhores ruínas romanas na Itália, Roma é o lugar certo para ir.

Perto de Roma, há muitas outras cidades romanas antigas para visitar, para os interessados, muitas dessas cidades romanas podem ser facilmente visitadas como um passeio de um dia saindo de Roma. Infelizmente, essas cidades são todas ruínas romanas antigas agora, mas ainda é possível ter uma boa ideia de como a vida estava de volta quando as cidades estavam lotadas de pedestres e carroças.

História da fundação de Roma ao Império Romano

A história da cidade começa por volta de 753 aC, com a sua fundação de Roma por Rômulo. Conforme a famosa lenda, Rômulo era um dos irmãos gêmeos, descendentes de Enéas, que foram amamentados pela loba Capitolina, uma loba que encontrou os meninos abandonados nas margens do rio Tibre.

Os meninos foram então encontrados e cuidados por dois pastores.

Anos mais tarde, durante um desentendimento sobre onde seria a colina perfeita para iniciar sua cidade, Rômulo acabou matando seu próprio irmão Remu e fixando seu assentamento no Monte Palatino, onde fundou Roma e se tornou o primeiro rei do reino romano.

Rômulo foi o primeiro rei de Roma e após sua morte, ou desaparecimento, como alegam alguns, outros seis reis governaram o reino, que foi substituído em 509BC, quando Roma se tornou uma república e foi governada por senadores eleitos.

Foi nesse período que Roma começou a se expandir, dominando a península italiana espalhando-se por todo o Mediterrâneo.

Após a morte de Júlio César em 44 aC e a vitória de seu filho adotivo Otávio sobre Marco Antônio e Cleópatra, o Senado romano concedeu-lhe o poder supremo, transformando-o no primeiro imperador romano e dando-lhe o título de “Augusto”.

Ruínas Romanas em Roma

Coliseu. O Coliseu, o Fórum Romano e as Colinas Palatinas são definitivamente as ruínas romanas mais famosas de Roma. No entanto, existem muitos outros monumentos romanos que adornam a cidade, e seus arredores, mas aqui neste post destacaremos os principais monumentos romanos de Roma, aqueles que você não deve perder!

Coliseu

Localizado ao lado do Palatino, é definitivamente um dos edifícios mais emblemáticos do mundo. Também conhecido como Anfiteatro Flaviano, sua construção começou em 70 dC e foi concluída em 80 dC. Durante o governo do imperador Tito.

🧐 Para que o Coliseu foi feito? O Coliseu era um centro de entretenimento romano, servia de arena para jogos esportivos, lutas de gladiadores, execuções de prisioneiros, era também um lugar onde os moradores de Roma tinham a chance de ver animais exóticos, como tigres, leões, elefantes, entre outros, que eram usados em combate contra seres humanos. Estudos mostram que o Coliseu também tinha capacidade para ser alagado e receber batalhas navais.

O Coliseu tem capacidade para mais de 50.000 pessoas, e apesar de não ser o maior dos circos de Roma, era com certeza um dos mais importantes.

Tito inaugurou o Coliseu com um jogo de 100 dias que levou a vida de cerca de 2.000 gladiadores. Estima-se que durante os 390 anos em que o Anfiteatro foi usado para batalhas, cerca de 400.000 morreram no interior e cerca de 1.000.000 foram mortos.

De fato, o Coliseu foi o motivo do completo desaparecimento de algumas espécies no Norte da África, os Hipopótamos foram completamente apagados das margens do rio Nilo e os Elefantes do Norte Africano foram extintos, a fim de entreter a população romana.

Melhores Tours Guiados Pelo Coliseu

  • 1 – Passeio pelo Coliseu com Piso Subterrâneo, Fórum Romano e Monte Palatino – Passeio sem filas onde você poderá visitar o subsolo do Coliseu. Este passeio também inclui o Fórum Romano e o Monte Palatino.
  • 2 – Tour do Coliseu e Arena – Tour sem filas que dá acesso à Arena, onde aconteceram as batalhas e outros shows. Você verá o Coliseu da perspectiva de um gladiador.
  • 3 – Tour Privado pelo Coliseu – Com este tour privado, você terá todo o conforto de ser recolhido em sua acomodação, evite a fila de entrada graças ao ingresso fura-fila e tenha um guia privado durante toda a sua visita

Ludus Magnus

Localizadas diretamente a leste do Coliseu, e passando despercebidas pela maioria dos turistas, estão as ruínas de Ludus Magnus, a maior e uma das mais importantes escolas de gladiadores do Império Romano.

Gladiadores de todo o Império costumavam vir aqui para viver, praticar e se preparar para os jogos realizados no Coliseu ao lado.

Hoje em dia ainda é possível reconhecer os quartéis usados ​​pelos gladiadores e os locais onde costumavam praticar. Acredita-se que houvesse uma passagem subterrânea que ligava a escola de gladiadores ao Coliseu.

Você pode ver Ludus Magnus de graça caminhando ao lado deles nas ruas, a caminho do Coliseu. Não há muitas informações no site, então para quem não conhece esta ruína romana, elas passam despercebidas.

Arch of Titus. The arch commemorates the victory of Titus and his father over the Jewish rebellion in Judaea, it was erected by Titus' brother in 81AD and marks Titus deification.

Arco de Tito

O Arco de Tito fica ao lado do Coliseu e foi erguido no ano de 82 pelo imperador Domiciano em homenagem a seu irmão mais velho, imperador Tito, que faleceu de febre no ano anterior (ano 81). O arco comemora as vitórias militares de imperador Tito.

🤔 Como morreu o imperador Tito? A morte de Tito é motivo para muito debate, porém a história mais aceita é de que cau enfermo e acabou morrendo de febre, depois de ter partido para territórios sabinos. Alguns historiadores acreditam que ele tenha sido envenenado pelo próprio irmão Domiciano. Antes de morrer, suas últimas palavras foram: “somente cometi um erro”, ao que alguns entendem como o erro ter sido não ter executado Domiciano.

Antes de ser imperador, Tito foi promovido general, e assumiu a responsabilidade de acabar com o povo judeu, na tentativa de parar a rebilião contra a autoridade de Roma. A tarefa que concluiu com exito depois de ter sitiado e destruido a Judéia. Como forma de agradecimento, o Arco do Triunfo foi erguido em homenagem à ele.

🧐 Trago fatos! Após finalmente remperem as muralhas de Jerusalém, os Romanos destruiram a cidade, foram mais de 100.000 durante a batalha e por fim, incêndiaram o Templo de Jerusalém e escravizaram os sobreviventes.

Durante os anos, o Arco de Tito seerviu de modelo para muitos Arcos do Triunfo ao redor do mundo, inclusive o famoso Arco do Triunfo em Paris.

Palatino

Monte Palatino é uma das sete colinas de Roma, associada ao mito de Rômulo e Remo e considerada para ser o berço de Roma.

Monte Palatino era o bairro mais desejado da Roma Antiga, lar de aristocratas e imperadores. Hoje em dia é um dos sítios arqueológicos mais importantes de Roma, muitas das casas de figuras importantes do passado ainda podem ser vistas e visitadas, inclusive seu interior.

Como exemplos, temos a Casa de Augusto, primeiro imperador de Roma, e a Casa de Lívia, segunda esposa de Augusto. Ambas as casas podem ser visitadas. A arquitetura deles, assim como a pintura de paredes, são os melhores exemplos de seu tempo.

👉 Dica: Porém, para visitar as duas casas, é necessário marcar um horário na entrada do Monte Palatino ou aguardar até o próximo passeio. Este passeio dura cerca de 30 minutos.

O Hipódromo de Domiciano e o Palácio Flaviano também são imperdíveis no Monte Palatino. Do Monte Palatino, você também pode ter uma bela vista do Fórum Romano e do Coliseu.

LEIA TAMBÉM MONTE PALATINO.

A entrada para o Monte Palatino já está incluída no ingresso do Coliseu, então, se você comprar seu ingresso na entrada de qualquer uma das três principais ruínas de Roma: Coliseu, Fórum Romano e Monte Palatino, elas incluem um entrada no mesmo dia para essas três ruínas.

Mas no caso de uma visita mais envolvente e interessante, contrate um guia para aproveitar ao máximo sua viagem.

Melhores passeios guiados pelo Monte Palatino

Circo Máximo 

O Circo Máximo foi um hippodromo e arena da Roma antigo, sendo considerado um dos mais importantes centros de entretenimento do Império Romano. Seguindo o mesmo esquema do Coliseu, oferecia batalhas de gladiadores, execuções públicas, bem como corridas de bigas e outras competições.

Outro entretenimento famosa que acontecia no Circo Máximo era a chamada “Ludus Troianus”, apresentações equestres que simulavam batalhas e eram apresentadas por jovens aristocratas romanos.

Você sabia? Estima-se que o Circo Máximo tinha capacidade para até 300,000.

Está localizado entre os montes Aventino e Palatino, e pode ser visto das ruinas do Monte Palatino. Na Roma Antiga, muitas casas de pessoas importante que moravam no Monte Palatino, tinham vista para a arena do Circo Máximo.

Infelizmente, pouca coisa sobrou do Circo Máximo, apenas a esplanada se mantém, com seu formato oval original, onde costumava ser a arena de areia.

Fórum Romano. O Coliseu, o Fórum Romano e as Colinas Palatinas são definitivamente as ruínas romanas mais famosas de Roma. No entanto, existem muitos outros monumentos romanos que adornam a cidade, e seus arredores, mas aqui neste post destacaremos os principais monumentos romanos de Roma, aqueles que você não deve perder!

Fórum Romano

Nos tempos do Império Romano, os fóruns eram o coração da cidade e o cotidiano de seus cidadãos. Eram grandes praças retangulares cercadas por edifícios importantes, como prédios governamentais, templos e mercados. Foi aqui que as pessoas costumavam comprar mercadorias, assistir a discursos públicos, julgamentos criminais e fofocas por aí.

Dentro do complexo você poderá ver inúmeras ruínas, algumas delas em pedaços, mas outras relativamente bem preservadas, como é o caso do Templo de Saturno, o deus romano associado à riqueza, foi construído em 497 aC e onde a reserva de ouro e prata de Roma foi armazenada; A Casa das Vestais, localizada atrás de um edifício circular conhecido como o Templo das Vestais, a casa costumava ser a residência das virgens vestais, sacerdotisa venerada; e Arco de Tito, construído após a morte do imperador Tito para comemorar a vitória sobre Jerusalém.

LEIA TAMBÉM GUIA DO FORUM ROMANO E MONTE PALATINO.

Outro ponto de interesse é a famosa Via Sacra, que costumava ser a rua principal da Roma Antiga, ligando o Coliseu à Piazza del Campidoglio.

É difícil entender hoje em dia a importância do Fórum Romano na Roma antiga, mas tenha em mente que foi aqui que os cidadãos de Roma presenciaram o funeral de Júlio César e a execução de Ciceros, para se ter uma ideia do peso histórico. desta praça.

Mercado de Trajano

Localizado atualmente na Via dei Fori Imperiali, a avenida que liga o Coliseu à Piazza Venezia, é um complexo de edifícios conhecido como o Mercado de Trajano. É uma ruína bem preservada que, apesar do nome, não se limitava apenas às lojas.

O Mercado de Trajano, fazia parte do Fórum de Trajano, que por sua vez, fazia parte de um grande conjunto de fóruns, conhecidos como Fóruns Imperiais. Esse conjunto de fórum incluia toda aquela região entre o Coliseu e a Piazza Venezia.

Nessa imagem você consegue ter uma ideia melhor de como era esse complexo:

Mapa do Complexo Fóruns Imperiais via wikipedia

As ruinas do Fórum de Trajano também podem ser vistas hoje em dia, porém estão divididas do mercado por uma rua de pedestres.

🧐 Você sabia? O Mercado de Trajano foi o primeiro centro comercial coberto do mundo. Construido entre os anos de 100 e 110 d.C. O prédio possuia seis andares com mais de 150 lojas.

Acredita-se que os produtos vendidos nas lojas do Mercado de Trajano teriam vindo de todas as partes do império e incluiriam frutas, legumes, peixe, vinho, etc.

Acredita-se que a parte externa do complexo era destinada para o comércio, enquanto a parte interna servia como area administrativa. Além de centro comercial, o complexo ainda contava com jardins e uma área coberta para exercícios e jogos, e ainda servia de ligação entre os fóruns e a Suburra, zona residêncial.

Hoje, as ruinas do Mercado de Trajano guardam o Museu dos Fóruns Imperiais, no seu interior. No museu você poderá visitar algumas partes ainda bem conservadas do interior do edifício, e a exposição que explica melhor os diferentes aspects e funções do Mercado de Trajano.

Entrada para o Museu dos Fóruns Imperiais : €11,50.

Castelo de Sant’Angelo

Famoso por ser o refúgio dos papas em tempos de dificuldades, assim como uma prisão e base militar, o Castel Sant Angelo é hoje em dia um museu da história militar.

O que a maioria das pessoas não sabe é que o Castel Sant Angelo foi construído muito antes do período católico romano. É também conhecido como Hadrianeum e foi erguido para ser o mausoléu do imperador Adriano e sua família.

Em pouco tempo porém, passou a servir como base militar e foi incorporado à Muralha Aureliana. Na idade média a edificação ainda serviu dee fortaleza para Papas.

Piazza Navona

Outro famoso Hipódromo antigo era o Estadio de Domiziano, localizado na atual Piazza Navona, era menor que o Circus Maximus, por mais semelhante que fosse em arquitetura.

O estádio recebeu seu nome devido ao fato de que foi um presente do imperador Domitianus. Hoje em dia, nada foi deixado do Hipódromo, além de sua forma oval, que dá o formato unico para a praça.

Tinha capacidade para cerca de 30.000 espectadores. O Estadio de Domiziano era um grande centro de entretenimento Romano, e recebia os famosos jogos do famoso festival religioso Agonium Martiale, ou Agonia (o termo vem do grego, e significa luta, exercício), por isso o estadio era também conhecida como Circus Agonalis.

Após os danos causados por incêndios no Coliseu, o Estadio de Domiziano recebeu também espectáculos de gladiadores durante alguns anos.

Hoje a Piazza Navona é considerada uma das principais praças de Roma, famosa por sua linda igreja e pelas três fontes de agua.

Panteão. O Coliseu, o Fórum Romano e as Colinas Palatinas são definitivamente as ruínas romanas mais famosas de Roma. No entanto, existem muitos outros monumentos romanos que adornam a cidade, e seus arredores, mas aqui neste post destacaremos os principais monumentos romanos de Roma, aqueles que você não deve perder!

Panteão

Outro monumento famoso em Roma é o Panteão, o edifício antigo mais bem preservado da cidade. O Panteão foi originalmente construído em 27-25 AC por Marco Agripa, no entanto, o edifício foi destruído por um incêndio.

Dois outros edifícios foram erguidos neste mesmo local e o que resistiu até hoje foi construído em 125 EC durante o reinado do imperador Adriano. Embora não possamos garantir a verdadeira função do edifício, acredita-se que o Panteão foi usado como uma espécie de templo.

De acordo com Plínio, um famoso escritor romano do século I, dentro do Panteão, havia estátuas de muitos deuses romanos e figuras romanas famosas, incluindo uma estátua de Vênus usando uma pérola que pertenceu a Cleópatra, Marte e Júlio César.

Uma das razões pelas quais o Panteão poderia ter sobrevivido em tão perfeito estado até nossos dias é o fato de que em um período inicial, por volta de 608 EC, foi convertido na igreja de Santa Maria dos Mártires.

Muitas figuras importantes da história Italiana estão enterradas aqui, entre os mais ilustres está Vittorio Emanuele II.

Muralha Aureliana

Como muitas outras cidades, Roma tinha seu próprio muro defensivo, conhecido como as Muralhas Aurelianas, que é considerado uma das muralhas defensivas mais antigas do mundo. Foi construído no século 3 pelo imperador Aureliano de Roma, a fim de defender a cidade das tribos germânicas.

As Muralhas Aurelianas cercavam toda a antiga cidade de Roma, estendendo-se por 12 quilômetros. Todos os famosos pontos turísticos de Roma hoje estão localizados dentro dessas paredes, incluindo todas as sete colinas e bairros mais populares.

Via Ápia

“Todos os caminhos levam a Roma”, a famosa frase remonta do século 1, quando Roma era o umbigo do mundo, e seus mais de 80 mil quilometro ligavam a cidade à Bretanha, e até à Pérsia.

A Via Ápia por sua vez, era uma das principais estradas, e costumava ligar Roma a Brindisi, uma cidade na parte sul da Itália, cobrindo mais de 300 milhas (563 km). Construida em pelo censor de Roma, Appius Claudius Caecus, em 312 a.C., a Via Ápia pode ser considerada a primeira rodovia da Europa e uma das mais antigas do mundo.

Uma grande parte da estrada está bem preservada e pode ser visitada. Juntamente com a estrada, é possível ver muitos túmulos e belos edifícios antigos. A maioria dos túmulos, pertence a a figuras importantes e ricas da antiga Roma, sendo a maioria de comerciantes e religiosos.

A maioris dos túmulos são muito elaborados, com pinturas e interior bem decorado. Como destaque da Via Ápia temos as Catacumbas de St. Sebastião, a Tumba de Cecilia Metella e o Aqueduto.

Você pode fazer um tour pela Via Appia para ver as ruínas antigas e as catacumbas, clique aqui para reservar o passeio.

Sobre Isadora

Writting and sharing travel experiences

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *